Exercicio enf

Enviado por Programa Chuletas y clasificado en Formación y Orientación Laboral

Escrito el en español con un tamaño de 11,95 KB

 

1926:criação da associação nacional de enfermeiras Diplomadas ANED: trouxe em sua essencia o corporativismo e a intensificação da divisão do trabalho da enfermagem separando as verdadeiras das falsas enfermeiras, as profissionais das ocupacionais._clara aliança de classes dominantes  1929: sindicato dos enfermeiros da marinha mercante: tres anos depois -sindicato nacional dos enfermeiros da marinha mercante.Não se envolvia com as questões da enfermagem se aproximando da atuação de sindicatos dos prontuarios. Aceitava todos os que desenvolvessem ações de enfermagem na marinha independente da formação. PERIODO DE 1930 a 1955 a consolidação da enfermagem moderna . 1930 a 1937: 1º governo de getulio vargas ,leis de organização sindical atrelando as entidades de estado ; Beneficios do período : 48 hrs sem. e um dia de descanso ; salários iguais para trabalhos iguais ; licença maternidade ; direito para voto as mulheres ,etc..*As ações da ANED se limitou aos aspectos internos voltada as enfermeiras diplomadas.ex os 10 mandamentos da enfermeira : ter consciencia,ser leal para com todos e com a instituição,ser obediente, seguir as regras e acatar sem discutir as ordens dadas .Deve ser alegre,bem disposta,pontual,paciente,bem humorada,cuidar do seu modo de andar,vestir e se comportar. 1933: sindicato dos enfermeiros terrestres: entidade corporativa de enfermeiros diplomados ou não que estivesse exercendo a profissão; luta pela hegemonia da categoria entre o sindicato e a associação que não aceitava integrantes que não fossem diplomados .1932: criação da revista annaes da enfermagem. PERÍODO DE 1937 a 1945: estado novo ditadura de vargas. Sindicalismo atrelado ao estado -surgimento do peleguismo; contradições internas : enquanto lutava contra o nazi-fascismo na segunda guerra tinha uma ditadura contra nuances fascistas. Aprofundamento dos conflitos entre o sindicato dos enfermeiros terrestres e a ANEDB. 1939: sindicato protesta pela designação de enfermeiros praticos e envia projeto regulamentando a profissão. a associação mantém audiencias com autoridades para garantir a denominação de enfermeiras diplomadas.Associação consegue inserir a enfermagem nas profissões liberais do ministério do trabalho e o sindicato reverte esta inclusão fazendo com que as diplomadas mantenham-se atreladas ao sindicato. Sindicato conseguiu concursos no ministério sem a exigência de diploma em escolapadrão. 1945: associação solicitou aposentadoria aos 25 anos. 1942: criação da associação das ex alunas da escola anna neri que pode ser vista como a percusora das seções da anedb. O que ocorreu com a criação da seção São Paulo, 3 anos depois. 1944: A associação se envolveu com a guerra buscando enfermeiras que quizessem servir no front: mais uma amostra da filiação da associação do poder vigente.Sindicato dos enfermeiros terrestres passa a denominar-se sindicato dos enfermeiros e empregados em hospitais -ampliação de suas bases.ANEDB passou a chamar-se ABED. Preocupação da associação de que outros prodissionais menos nobres chegassem até a direção do sindicato. A ABED ao mesmo tempo que se aliava aos governantes sem questionamentos sobre suas posturas, rejeitava qualquer perspectiva de organizar-se com o conjunto dos trabalhadores  da enfermagem , considerando tal unificação com uma ameaça a profissão. 1º tentativa de criar um conselho de enfermagem. OS ANOS DE 1945 e 1955 -volta de vargas ao governo; eleições gerais ,volta do partido comunista e nova contituição, porém, esta abertura durou pouco. Em 1947 o PC voltou a igualdade -fechamento de muitos sindicatos, entre eles o dos enfermeiros maritimos. 1951: criação da nião dos auxiliares de enfermagem -UNAE . 1954:Associação dos enfermeiros e servidores dos hospitais. Diversas seções da ABED nos estados. Criação dos auxiliares de enfermagem em 1946 e conflitos com a ABED que queria a separação dessa categoria com a do enfermeiro. A ABED lutou durante muito tempo para aprovar leis que obrigassem que a denominação de "enfermeiro" fosse exclusiva das enfermeiras diplomadas e as outras entidades contrariavam esta atitude impedindo estas legislações. Com a lei 775/49 estas denominações são esclarecidas e demarcados os limites entre os trabalhadores de enfermagem. 1954: ABED passou a chamar-se ABEN - associação brasileira de enfermagem . Criação da revista brasileira de enfermagem. 1945 a 1955: 17 seções da aben. 1947: primeiro congresso brasileiro de enfermagem. 1973: criação do cofen . 1960: inclusão do enfermeiro nas profissoes liberais no miniestério do trabalho, mas que já havia iniciado em 1940. 1970: tecnicos de enfermagem -inicio em 1952. TRANSFORMAÇÃO NA PRATICA DA ENFERMAGEM - OS ANOS DE 1979 a 1989 . 1979- referencia da abertura politica. 1981-1º conclat-conferencia da classe trabalhadora. 1977 ampliação da UNAE para UNATE. A aben tutela a UNAE durante muito tempo. Maior distanciamento com a criação do tecnico de enfermagem em que a ABEN era favorável e a UNAE era contrária.A aben até 1986, pouco ampliava o debate sobre as questões de saude. Discussão da criação de sindicatos unicos ou só de enfermeiros. 1984: movimento participação-ganhou as eleições da aben nacional, mas não assumiu. 1986: vitória do movimento e direção da aben. Inclusão a patir de 1997.ENTIDADES HOJE ATUANTES: ABEN(nacional, seções,regionais,núcleos.) Associações especialistas . SINDICATOS (enfermeiros, trabalhadores do setor publico-sindsaude, dos trabalhadores de enfermagem- sindicatão) COFEN/CORENS. FEPPEN- federação pan-americana de enfermagem . ICN : internacional concil of nursing(cofen é filiado)

semelhanças/diferençasaben sociedade de especialistas  sindicatoconselho 
 finalidades desenv. cultural e prof. desenv. da especi. defesa economica disciplina e controle da profissão
 origem ou criação registro em cartório de pessoas juridicas regisro em cartorio de pessoas juridicas outorga da carta sindical lei n 5905/73
 tipo de organização sociedade civil de direito privado sociedade civil de direitos privado sociedade civil de direito privado autarquia
 membros ou inscritos enf,obstretrizes,tec enf, aux enf, est de ambos enferm. em geral e titulares das respec. especialidades enfermeiros enfer, obstetrizes, tec enf, e aux enf
 competencia promoção de ativ cientifico culturais promoção de ativ. cientifico culturais dentro da especialid defesa economica disc e controle do ex. profissional
 filiação facultativa facultativa facultativa compulsória
 eleição pelos associados pelos associados pelos sindicalizados em assembleia geral no cofen-pelos delegados eleitores no coren- pelos inscritos
 participação na eleição facultativa facultativa obrigatoria obrigatoria
 mandato 3 anos 2 a 4 anos 3 anos 3 anos
 controle financeiro conselho fiscal cons. fiscal cons. fical e minist. do trabalho conselho fiscal


1926:criação da associação nacional de enfermeiras Diplomadas ANED: trouxe em sua essencia o corporativismo e a intensificação da divisão do trabalho da enfermagem separando as verdadeiras das falsas enfermeiras, as profissionais das ocupacionais._clara aliança de classes dominantes  1929: sindicato dos enfermeiros da marinha mercante: tres anos depois -sindicato nacional dos enfermeiros da marinha mercante.Não se envolvia com as questões da enfermagem se aproximando da atuação de sindicatos dos prontuarios. Aceitava todos os que desenvolvessem ações de enfermagem na marinha independente da formação. PERIODO DE 1930 a 1955 a consolidação da enfermagem moderna . 1930 a 1937: 1º governo de getulio vargas ,leis de organização sindical atrelando as entidades de estado ; Beneficios do período : 48 hrs sem. e um dia de descanso ; salários iguais para trabalhos iguais ; licença maternidade ; direito para voto as mulheres ,etc..*As ações da ANED se limitou aos aspectos internos voltada as enfermeiras diplomadas.ex os 10 mandamentos da enfermeira : ter consciencia,ser leal para com todos e com a instituição,ser obediente, seguir as regras e acatar sem discutir as ordens dadas .Deve ser alegre,bem disposta,pontual,paciente,bem humorada,cuidar do seu modo de andar,vestir e se comportar. 1933: sindicato dos enfermeiros terrestres: entidade corporativa de enfermeiros diplomados ou não que estivesse exercendo a profissão; luta pela hegemonia da categoria entre o sindicato e a associação que não aceitava integrantes que não fossem diplomados .1932: criação da revista annaes da enfermagem. PERÍODO DE 1937 a 1945: estado novo ditadura de vargas. Sindicalismo atrelado ao estado -surgimento do peleguismo; contradições internas : enquanto lutava contra o nazi-fascismo na segunda guerra tinha uma ditadura contra nuances fascistas. Aprofundamento dos conflitos entre o sindicato dos enfermeiros terrestres e a ANEDB. 1939: sindicato protesta pela designação de enfermeiros praticos e envia projeto regulamentando a profissão. a associação mantém audiencias com autoridades para garantir a denominação de enfermeiras diplomadas.Associação consegue inserir a enfermagem nas profissões liberais do ministério do trabalho e o sindicato reverte esta inclusão fazendo com que as diplomadas mantenham-se atreladas ao sindicato. Sindicato conseguiu concursos no ministério sem a exigência de diploma em escolapadrão. 1945: associação solicitou aposentadoria aos 25 anos. 1942: criação da associação das ex alunas da escola anna neri que pode ser vista como a percusora das seções da anedb. O que ocorreu com a criação da seção São Paulo, 3 anos depois. 1944: A associação se envolveu com a guerra buscando enfermeiras que quizessem servir no front: mais uma amostra da filiação da associação do poder vigente.Sindicato dos enfermeiros terrestres passa a denominar-se sindicato dos enfermeiros e empregados em hospitais -ampliação de suas bases.ANEDB passou a chamar-se ABED. Preocupação da associação de que outros prodissionais menos nobres chegassem até a direção do sindicato. A ABED ao mesmo tempo que se aliava aos governantes sem questionamentos sobre suas posturas, rejeitava qualquer perspectiva de organizar-se com o conjunto dos trabalhadores  da enfermagem , considerando tal unificação com uma ameaça a profissão. 1º tentativa de criar um conselho de enfermagem.